Home
Múltiplas Dimensões

Múltiplas Dimensões

Geoparque é um território com limites definidos, que possui geossítios com grande valor científico, histórico, cultural e ambiental. Estes apresentam raridade, riqueza geológica e paleontológica, permitindo ampla compreensão sobre a história e evolução da Terra e da Vida.

Na tentativa de conservar este patrimônio natural de singular beleza e importância, em 2005, foi encaminhada à UNESCO uma proposta de candidatura do Geopark Araripe visando sua inserção na Rede Global de Geoparques (Global Geoparks Network – GGN). Esta foi uma iniciativa da Universidade Regional do Cariri (URCA), através da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (SECITECE), do Governo do Estado do Ceará.

Em 2006, a GGN aprovou o ingresso do Geopark Araripe nessa Rede como o primeiro Geoparque das Américas, durante a 2nd UNESCO Conference on Geoparks, que se realizou em Belfast, Irlanda do Norte. Desde então, é considerado um dos projetos de desenvolvimento socioeconômico mais importantes do Governo do Estado do Ceará. Em decorrência disso, um conjunto de ações de promoção das riquezas naturais do território, em termos de educação ambiental, geoconservação e geoturismo, está sendo realizado.

A criação do Geopark Araripe contou com o apoio institucional das seguintes entidades: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Centro de Tecnologia Mineral do Ministério da Ciência e Tecnologia (CETEM) e Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Não Renováveis (IBAMA), além de ONG’s regionais e municipais onde os geossítios estão localizados.

Entre os objetivos do Geopark Araripe podemos destacar:

  • Proteger e conservar os sítios de maior relevância científico-cultural, denominados geossítios;
  • Proporcionar à população local e aos visitantes oportunidades de conhecer e compreender os contextos científicos, culturais e o ecossistema da região;
  • Intensificar relações com atividades turísticas e econômicas, com ênfase na arqueologia, paleontologia e na história evolutiva da Terra e da Vida;
  • Divulgar a história da ocupação do território, a cultura regional e suas manifestações, e as formas de utilização sustentável dos recursos naturais na região;
  • Promover a inclusão social, considerando a participação da sociedade como um dos pilares do desenvolvimento do Geopark Araripe enquanto território de ciência, educação e cultura;
  • Incentivar um turismo de qualidade, baseado nas múltiplas valências do território, através de uma estratégia de promoção e divulgação de nível internacional;
  • Cooperar em articulação estreita com os parceiros do território e os poderes públicos municipal, estadual e federal, de forma a garantir um contínuo desenvolvimento do território.

A educação ambiental é um dos principais programas do Geopark Araripe e está voltada para a integração das comunidades do território à estratégia de desenvolvimento, através do fortalecimento social e conservação do patrimônio natural e cultural. Parte do avanço dessa área se deu a criação do Centro de Interpretação Ambiental, que se encontra no Parque de Exposições do Crato. O lugar é um centro permanente de interpretação ambiental, com temas regionais apresentados de forma lúdica, como incentivo à visitação ao Geopark Araripe.

Todo o conhecimento gerado e transmitido pelo Geopark Araripe é feito pela Assessoria de Comunicação, setor que tem ajudado a fortalecer o conceito de geoparque e a necessidade de construir um novo modelo de sociedade para o século XXI.

Estas proposições impulsionaram o Geopark Araripe a participar de programas especiais do Governo do Estado do Ceará. Tais programas ajudaram a obter investimentos nacionais, com o apoio do Ministério  da Integração Nacional; estaduais, com  as Secretarias do Estado; municipais, com as prefeituras do território do Geopark e parceria com o setor privado e o terceiro setor.

A Secretaria das Cidades se destaca como a principal atuação em nome do Governo do Estado do Ceará, pela atuação do Projeto de Desenvolvimento Econômico Regional – Cidades do Ceará – Cariri Central. Tal projeto tem como diretriz o desenvolvimento local e regional dos núcleos urbanos formados pelos municípios  de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, e municípios  do entorno, constituintes da Região Metropolitana do Cariri e Geopark Araripe.

A criação do Geopark Araripe foi recebida com grande empolgação pela comunidade científica local e regional, mesmo que a primeira ainda não estivesse ciente do seu papel relevante dentro do projeto. O Geopark Araripe é um projeto ambicioso de gestão compartilhada  de território com fortes atrativos naturais e culturais, manifestando claramente o potencial de produção  de desenvolvimento econômico e social integrado.

Como resultado, percebe-se um interesse crescente entre as pessoas pelo modelo de desenvolvimento pensado pela Rede Global de Geoparques, cujos princípios são apresentados pelo Geopark Araripe.  A expansão dos ideais de educação ambiental, geoconservação e promoção do turismo sustentável são um desafio constante para a equipe de gestão do Geopark Araripe, apoiada na URCA e nos Governos Municipal, Estadual e Federal.

Há, sem dúvidas, metas que só serão atingidas a médio e longo prazos. A equipe tem trabalhado na realização das ações urgentes e nos projetos que exigem tempo diferenciado para começar a mostrar resultados. Manter o Geopark Araripe ciente da realidade regional e converter suas riquezas para a geração atual e as gerações futuras são os objetivos a serem alcançados.