Home
GeoPark e Casa Grande definem estudos do geossítio Santa Fé

GeoPark e Casa Grande definem estudos do geossítio Santa Fé

A diretoria do GeoPark Araripe (GA), setor de Geoconservação se reuniram na última sexta-feira (23/02) com  representantes da Fundação Casa Grande (FCG) para discutir o gerenciamento da proposta de  geossítio Santa Fé, no Distrito de Santa Fé.

A reunião marcou o início dos estudos para que o Santa Fé venha a se tornar geossítio e integre a área de atuação do GA. Foram discutidas as propostas de estudos arqueológicos e o mapeamento geológico do local. Os estudos arqueológicos ficarão a cargo da Casa Grande, por meio de uma parceria, tendo a frente os arqueólogos, Agnelo Fernandes Queiroz e Heloísa Bitu Ferraz. De acordo com o diretor da FCG, Alemberg Quindins, deverá ser construído um centro de estudos com alojamento para pesquisadores. Já o mapeamento geológico ficará por conta da equipe de Geoconservação do GA, composta pelos geólogos Idalécio Freitas e Roncy Oliveira e pelo geógrafo Rafael Celestino.

Para o diretor executivo do GeoPark Araripe, Nivaldo Soares, a reunião foi um importante momento para o GeoPark Araripe.  O geossítio Santa Fé possui como principal atrativo as inscrições rupestres deixadas pelos índios kariri, antigos habitantes que viveram na Região do Cariri cearense, ao sul do estado do Ceará. A área do local é de 8,3 hectares.

Também participaram da reunião a equipe técnica da Casa Grande integrada por João Paulo Maropo e Iriane Inácio da Silva Nunes.